quinta-feira, 23 de março de 2017

marketing juridico

clientes e, além disso, crescer e se desenvolver – de forma ética e criativa – em um mercado cada vez mais competitivo. 5.3 O marketing jurídico na visão dos especialistas Marketing jurídico é um tema ainda pouco explorado no Brasil. Prova disso é o fato da existência de somente uma bibliografia sobre o assunto em português, de autoria do profissional Rodrigo Bertozzi (2003). No entanto, vários especialistas já abordaram o tema em artigos veiculados em diversos meios de comunicação, como sites, jornais e revistas.

 Ao contextualizar o conceito genérico de marketing, Cozatti (2003) analisa que, devido ao seu significado literal – mercadologia, forma de propaganda e divulgação – o marketing não poderia andar de mãos dadas com a advocacia, pois essa não pode ser mercantilista. Para o autor, esse é um dos principais fatores que fazem com que haja, até os dias atuais, preconceitos em relação às práticas de marketing no mundo jurídico.


marketing advogado
marketing juridico
captar clientes na advocacia
curso de marketing juridico
marketing para advogados
 Asdrúbal Junior (2004) também tem essa visão, quando afirma que enxergar o marketing jurídico em um contexto mais amplo e não somente como divulgação e propaganda é essencial para que o advogado mantenha e conquiste mais espaço. A imagem que o profissional projeta da sua pessoa e do trabalho que desenvolve assume um papel fundamental: a satisfação do cliente, desde o atendimento da secretária até o resultado do trabalho, é componente da moderna concepção de marketing jurídico. Já



Bertozzi e Selem (2004) fazem uma importante ressalva: o marketing jurídico não é o responsável por criar a reputação jurídica de um escritório. Ele é um dos fatores que auxilia de forma intensa e poderosa a solidificação da imagem da banca em diversos meios, como o acadêmico, social e empresarial. Todos autores que ousaram escrever sobre marketing jurídico até o momento são categóricos ao dizer que esse é um conceito ainda em desenvolvimento no Brasil, e que merece total atenção e estudo por parte dos escritórios de advocacia de todos os portes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário